Último capítulo da novela Pesquisas com Células-tronco embrionárias. Será?

STF(foto do site)

Esta semana (finalmente) o Supremo Tribunal Federal julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade do art.5º da Lei 11.105/2005 proposta pelo então Procurador Geral da República, Cláudio Fonteles. Esse assunto está um tanto quanto “batido”, mas tem uma coisa que não entra na minha cabeça: Por que diabos no Brasil se criam polêmicas desnecessárias?

É tão simples, veja: as pesquisas com células-tronco embrionárias são importantes para tratamentos de diversas doenças; deve-se ter, portanto, uma lei que regulamente tais pesquisas; esta lei é criada e pronto, o cientistas são agora autorizados a fazer aquilo que devem, tentar dirimir o sofrimento das pessoas em busca de qualidade de vida.

Como bem disse o ministro do Supremo, Joaquim Barbosa, a vedação dessas pesquisas “significa fechar os olhos para o desenvolvimento científico e os benefícios que dele podem advir”.

Destaco também o voto de Ellen Gracie, pois ela disse exatamente o que eu penso: “o pré-embrião também não se enquadra na condição de nascituro, pois a este, a própria denominação o esclarece bem, se pressupõe a possibilidade, a probabilidade de vir a nascer, o que não acontece com esses embriões inviáveis ou destinados ao descarte”.

Ora, os embriõezinhos-picolés estavam lá, sobrando sem qualquer expectativa de se aquecerem no ventre de suas mamães, e, ainda dizem que isto é vida?! Me lembro de uma matéria, suuper tendenciosa, que saiu como capa na Folha sobre um menino que é fruto de um embrião congelado por anos (não sei ao certo quantos anos e também não estou afim de procurar). Então quer dizer que estaríamos matando vidas em potencial?

Para algumas pessoas sim. E o problema principal, acredito eu, é que para estas pessoas contrárias às pesquisas, como Fonteles, a motivação é religiosa. Segundo ele sua ação foi impetrada “à luz do Direito”, mas o texto legal, como qualquer texto, é passível de interpretações diversas, e ter uma forte base teológica influencia, e muito, nesta interpretação. E, em um Estado LAICO, isto é inaceitável. O bom é que desta vez o STF agiu de forma sensata.

Além disso, a Lei de Biossegurança estabeleceu uma Comissão Técnica Nacional de Biossegurança. Não seria isso algo mais a importante a se discutir? Este conselho está agindo e fiscalizando o que tem se produzido de pesquisa no Brasil? Não seria muito, mas muito mais importante estarmos discutindo sobre os produtos agrícolas geneticamente modificados? Mas, certamente os “lobbys multinacionais” não querem que isso seja seriamente discutido.

Acho que um assunto também que deveriam discutir é aquela capinha maio batman que eles usam nas sessões. Meio breguete! É por isso, e só por isso, que eu não quero nunca me tornar ministra da nossa corte suprema.

5 comentários:

Gustavo Bruno disse...

ótimo texto amore! e não sei bem se é o último capítulo não viu, alguns deputados da bancada religiosa da camâra ainda querem enlongar essa novela! hehee

Aprenda a Divulgar Seu Site. disse...

Muito bom seu site! Está de parabéns! Continue com o excelente trabalho!


Camping, Viagem, Acampamento, Acampar, Equipamento, Mochila, Barraca, Bota, Mochilão

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-

Sensoriamento Remoto, Geoprocessamento, Arcgis, GIS, Geoprocessing, Remote Sensing,
Home broker, Homebroker, World Cup In Brazil 2014 - FIFA, Extreme Sports Point - See greatest videos, Psico-ativo, SEO, Pagerank, Pagina, Google, Milionário, dinheiro, Camping, Viagem, Acampamento, Acampar, CQC, Custe o que Custar, Programa, HypeNET - Veja os vídeos mais engraçados da internet/youtube

Bruno Paiva disse...

Muito bom, muito bom mesmo!
Eu concordo quando vc disse que tudo isso se deve a uma mentalidade religiosa e conservadora demais por parte de quem toma as decisões, o que eu acho horrível.

Bell (Isabelle Bastos) disse...

Eu acho que infelizmente não é o último capítulo, pois de gente desocupada que não tem mais o que fazer além de nos atrapalhar no desenvolvimento científico o Brasil tá cheio, mas mesmo assim eu tenho esperanças de que as pesquisas sejam liberadas, para que várias pessoas possam ter uma vida melhor.

E outra, os que são contra as pesquisas, falam que vidas são destruídas, mas pelo amor de Deus! Aqueles embriões não se transformariam em seres humanos do mesmo jeito! Pra quê deixar um embrião morrer naturalmente se você pode utilizá-lo para pesquisas que podem salvar milhares ou até milhões de vidas não só no Brasil como no mundo todo?

Acho que estamos em uma época onde o conservadorismo não deve mais ser nem aceito e nem apoiado, e caso a justiça acabe decidindo em não permitir as pesquisas com células-tronco embrionárias (como eu já disse anteriormente, não acredito que seja o último capítulo), vai mostrar o tanto que é antiquada e fraca perante as decisões de alguns.

tea ago disse...

É um assunto serio,importante e bem interessante...
mas não posso negar que eu raxei na parte do "embriõezinhos-picolés"!
Realmente muito bom o site e argumentos inteligentes e interessantes...escrevem muito bem!^^