Salada entrevista o criador de Macanudo - Ricardo Liniers

Macanudo brevemente, e finalmente, será publicado no Brasil. No dia em que soube dessa ótima notícia, escrevi um pequeno post sobre ela e, mais tarde, resolvi enviar um inexplicável comentário no blog de Ricardo Liniers, perguntando-lhe se não aceitaria ceder uma pequena entrevista ao Salada Virtual.

Estava totalmente desacreditado se receberia ao menos uma resposta. No comentário mesmo afirmei que provavelmente ele nunca veria aquilo. Pouco depois acessei seu site e percebi que havia como lhe enviar um e-mail. Foi o que eu fiz. Pedi - muitas - desculpas por enviar o pedido novamente. E pelo meu péssimo inglês.

À noite, comentei com a Mônica sobre o que havia feito. Que cara de pau, hein? Pois é. Acho que foi isso mesmo. Além disso, talvez tenha sido bem chato até esse momento, já que mandei mais mensagens que deveria. Verdadeiro teste de paciência. Provavelmente um mal de fã!

Para minha surpresa, às duas da tarde do outro dia, Liniers respondeu com um simples, mas muito empolgativo e-mail com o título: "send me your questions" e uma curta mensagem: "bom dia gustavo... meu portugues sucks too...". Qual foi minha sensação no momento em que li?

Após a euforia e a série de mensagens ininteligíveis à Mônica pelo MSN, comecei a pensar nas perguntas que faria. E, depois de prontas, traduzi-las para o inglês, tarefa a qual o Bruno me ajudou muito.

Não sei se foram as melhores perguntas. Mas o importante é que Liniers mostrou-se uma pessoa bastante agradável e receptiva. O que aumentou ainda mais minha admiração por ele e seu trabalho.

Espero que gostem da entrevista. Assim como foi um enorme prazer ter a oportunidade de conhecer melhor Ricardo Liniers.

Salada - Primeiramente, vamos àquela pergunta básica. Quando decidiu se tornar um quadrinista e quais foram suas influências?

Quando era criança costumava desenhar cartuns nos intervalos da escola junto com um grupo de amigos, eu nunca pensei que isso terminaria como um emprego, eu ainda estou muito surpreso. Meus primeiros quadrinhos foram Mafalda, Tintin e Asterix. Eu os lia várias e várias vezes...

Salada - Você trabalha apenas como quadrinista ou já esteve em outras atividades?

Eu também pinto. Fiz a arte para capas de álbuns (Andres Calamaro, Kevin Johansen) e pôsteres de filmes.

Salada - Macanudo é o seu trabalho mais conhecido. Como foi a criação dos personagens e de todo esse universo? Houve alguma referência?

Os personagens em Macanudo vieram enquanto trabalhava em uma tira. Eu nunca soube onde exatamente terminaria nos estágios iniciais de Macanudo. Eu apenas sabia que queria um espaço o mais livre possível, onde eu poderia experimentar livremente. E os personagens continuam surgindo...de onde? É um mistério.

Salada - Em um de seus blogs, você desenha alguns casos pessoais nos quais você é o personagem principal. Qual o motivo de se fazer isso e o que você sente quando faz esses desenhos?

Eu gosto, como a maioria dos artistas, de examinar o meu mundo. Minha experiência de vida, e é isso que eu faço em meu blog. Mas é uma amostra controlada de minha vida, eu nunca colocaria vários dos meus aspectos íntimos


Salada - E por que você é um coelho? Hehe

Por que não? Eu costumava me desenhar como eu mesmo, mas me sentia pouco à vontade. Assim que passei a me desenhar como um coelho, me senti de certa maneira liberado...Provavelmente da mesma maneira que alquém se sente em uma festa à fantasia. Quando você está fantasiado pode fazer e dizer qualquer coisa...pergunte ao Batman.

Salada - Por um bom tempo, especulava-se sobre quando teríamos Macanudo publicado aqui no Brasil. Como foram as negociações com as editoras brasileiras? Será publicado em algum outro lugar?

Eu estou muito feliz por ser publicado no Brasil. Minha sogra era brasileira, e nós temos uma família no Brasil. Atualmente Macanudo é publicado como livro no Peru, Canadá, França e Espanha. E em jornais nos Estados Unidos, Costa Rica, Espanha...eu nunca pensei que isso iria tão longe.

Salada - Lembro-me de ler em seu blog uma tirinha feita por Adão Iturrusgarai. Você acompanha o trabalho de alguns quadrinistas brasileiros? Tem contato com alquém?

Eu amo Iturrusgarai e Angeli. E sou um grande fã de Fabio Zimbres!

Salada - Previsão de nos visitar algum dia?

Eu irei para o Rio em Setembro, um amigo meu se casará lá. Muita Caipirinha! (Nessa última frase, Liniers escreveu em português.)

Salada - E é isso aí Liniers, eu peço para deixar uma última mensagem para nós e obrigadíssimo por aceitar responder nossas perguntas!

Estou seguindo em frente com minhas publicações por aí...este é o início de uma maravilhosa amizade.

9 comentários:

monica disse...

aeeeeeeeee....
rolou demais!!!!!!
espero que mais pessoas vejam essa entrevista foda!!!!hehehe
muito bom!!muito bom mesmo!!!!!!

Elisa disse...

olha eu não tenho a mínima ideia de quem é esse cara, mas o texto tá bem escrito pra caramba!
falei com a monica que vcs nao deviam ter desistido do jornalismo
beijoss

meandros disse...

Tomara que a publicação do Liniers no Brasil o torne conhecido por aqui. Além de talentoso, a entrevista mostrou que parece ser muito gente boa também.

Aliás, a piadinha com o Batman ficou ótima.

Abraço!

Bruno Paiva disse...

Amei as respostas dele, bem como a maneira como ele respondeu. Parece ser um cara muito legal mesmo!

Muito legal da parte dele nos conceder essa entrevista com tanta boa vontade.

Alaide disse...

Parabéns pela entrevista Gustavo!!
Adoro o trabalho do Liniers, e fiquei sabendo da sua entrevista por uma comunidade no orkut!

Fiquei muito feliz!

Rafael Urban disse...

Caro,
parabéns pela iniciativa.
Isso mostra como, muitas vezes, as pessoas são mais acessíveis do que parecem ser.

Saludos e sucesso,
Rafael Urban

Lucas disse...

uai, nao tenho a minima noção de quem seja esse seujeito, mas pelo jeito é famoso e vcs tiveram as manhas de entrevistar o cara... Parabens

cabecaoca disse...

Olá, Gustavo. Sou cartunista e criador do Cabeça Oca. Estou querendo trocar uma idéia com o Ricardo Liniers. Vc pode me enviar por email o email dele? O meu é cabecaoca@globo.com e se tiver dúvidas sobre a veracidade do que falo pode entrar no meu site www.cabecaoca.com
Abraço e parabéns!

Diogo disse...

Excelente entrevista Gustavo! Parabéns! Grande abraço!